• 0
  • 1 Faculdade Dom Pedro II - São Carlos-SP (1928-2009)
    Acervo Valentim Gueller Neto
  • 2 Bonde da Carne São Carlos–SP (1912-1962)
    Acervo Raymond DeGroot
  • 3 Estação Ferroviária de São Carlos-SP (1925)
    Acervo Valentim Gueller Neto

Estação 99 - A Sinhá Moça

| | Comments: ( 3 )
A história da Sinhá Moça começou  Foto 01                                                                                                  CLIQUE SOBRE AS FOTOS QUE AMPLIAM


na  Usina Serra Grande, em São José da Lage,  Alagoas,  fundada em 1894. Foto 02 

Para o transporte da cana de açúcar e dos funcionários, existia a Estrada de Ferro da Usina Serra Grande.  Foto 03










Em 1907, a mesma comprou, através de um catálogo,  a locomotiva         Foto 04 
Aquela fábrica produzia locomotivas por encomendas,  também padronizadas e citadas no catálogo. A encomenda era feita por telegrama, onde eram informados o modelo da locomotiva, código telegráfico e acessórios desejados.  Meses depois a locomotiva chegava ao cliente. No catálogo da KERR STUART, a 928, era mencionada como "Brazil Type" (Nicholas Burmann, 2003)  Foto 05 


E,  na frota das locomotivas da EFUSG, passou a ser a Nº 1, com as seguintes características:   Peso: 12.600Kg  - Rodeiro: 2-2-2  -  Capacidade de carga: entre 60 e 70 toneladas  -  Modelo: 928  - Data de fabricação: 1907  -  Fabricante: Kerr Stuart & Co. Ld - London & Stoke   Foto 06 

No pátio da ferrovia,  manobrava vagões galera transportando cana de açúcar,  vazios,  Foto 07 

ou puxava o carro transportando os funcionários da Usina. Foto 08 

Trabalhou na EFUSG por 93 anos, de 1907 a 2000, ano que a ferrovia foi desativada. Foto 09 

Em 2007, tornou-se centenária e em 2008, mudou de São José da Lage, em Alagoas para Santa Cruz do Rio Pardo, em São Paulo.  Foi comprada pelo  Foto 10 


e em julho de 2008, quando aquele conjunto foi inaugurado com o posto de cobustíveis, restaurante, loja de coveniência e  centro cultural, participou da inauguração e foi batizada de     Foto 11
Por ser pequena,  encanta a todos 
que por lá passam. Foto 12 

DE SEGUNDA-FEIRA À SÁBADO


De segunda-feira à sábado, fica estacionada ao lado da loja de conveniência e, é possível ver suas braçagens,    Foto 13

rodeiros, Foto 14 

subir os degraus e entrar na cabine, onde estão os comandos e a fornalha, e através das janelas  com vidros e telas,  Foto 15 

ter a visão  do maquinista, dos trilhos e da réplica da Estação Ferroviária de Santa Cruz do Rio Pardo. Foto 16 

Atrás do tanque de água, o engate, Foto 17

e o freio de parada.  Foto 18 


Além de visitar a Sinhá Moça, é possível conferir o carro de segunda classe engatado nela, que foi construído      Foto 19 

tendo como modelos, os carros da Estrada de Ferro Campos do Jordão  - EFCJ, do início  dos  anos 1900. Foto 20 
Muito detalhado,   Foto 21 

bancos de madeira e janelas que abrem, subindo e descendo,  Foto 22 


e lustres da época no teto.   Foto 23 
AOS DOMINGOS

Aos domingos é o que há de melhor! Logo cedo o tanque de água da Sinhá Moça é abastecido. Na fornalha da caldeira,  são colocados pedaços de madeira, e acesa. Após umas seis horas, já com pressão do vapor estabilizada, das 11h às 16h, é  colocada em operação, e transporta os  passageiros por um percurso de um pouco mais que  100 metros. A viagem começa na Estação Kafé,    Foto 24 

e vai até a réplica da Estação Ferroviária de Santa Cruz do Rio Pardo, onde há um Museu.  Foto 25 



Com a placa,  Foto 26  

sinalização, Foto 27  

e a plataforma. Foto 28 



Na parede, mosaicos em azulejos registram momentos da história de Santa Cruz do Rio Pardo.  Estação Sorocabana Foto 29 

Praça da República, Foto 30 

vista panorâmica  Foto 31 


e Matriz de São Sebastião.  Foto 32 

Sob o mosaico, uma antiga sirene que faz parte do Museu. Foto 33 
VEJA O VÍDEO


PAINÉIS DA
 HISTÓRIA


Sobre a história de Santa Cruz do Rio Pardo, da Estrada de Ferro Sorocabana - EFS, e do Graal Estação Kafé não faltam informações São oito painéis, frente e verso, localizados na entrada do conjunto, e ao lado da ferrovia, com textos sobre: Estação Kafé -  Espaço Cultural, A Comida Caipira, O Doce Caipira, A Sociedade Cafeeira, Os Imigrantes Italianos, A Terra Roxa, A Estação Sorocabana, Sinhá Moça e o Vagão, e Alimentação sobre trilhos,   Foto 34 
Marcando o tempo, o relógio, com uma moldura linda.    Foto 35 

O jardim no entorno da Estação Kafé foi ricamente composto Foto 36  

e muito detalhado. Estando em Santa Cruz do Rio Pardo ou de passagem, não deixe de conferir:                                                                                                        SP 225 - Rodovia Engenheiro João Batista Cabral -  Km 316,5. Fotos 37 e 38 

Aos domingos, antes de ir, confirme se a locomotiva estará em operação, (14) 3372-1353. O Lugar do Trem esteve lá em uma terça feira de agosto, foi muito bom. Voltará em um domingo e vai fazer uma volta ao passado viajando no trem a vapor, vai ser ótimo!    Foto 39 

VEJA MAIS




FOTOS:
01, 12 a 16, 20 a 25
27, 35 a 37 e 39: Daniel Gobato Röhm
05 ,07, 08 e 09: Nicholas Burmann- Estações Ferroviárias do Brasil -Ralph Minucci Giesbrecht 
04, 06, 10, 11, 17 a 19, 23, 24,
26, 28 a 34  e 38: José Alfeo Röhm
FONTES:
Painéis existentes na entrada do Graal Estação Kafé                                   http://www.estacoesferroviarias.com.br/ferroviaspart_norte/efusinaserragrande.htm - Ralph Minucci Giesbrecht 
VÍDEO:                                                                                                                                                                 https://www.youtube.com/watch?v=c97MmNG7kjU - Jorge Luca  - You Tube
PARTICIPARAM:
Maria Nazareth, Daniel, Lika e Gabriel Röhm 


Obrigado por sua agradável companhia, nos encontraremos certamente na Estação 100.
                                                         Abraços, Alfeo.

QUERENDO  UTILIZAR  AS  FOTOS,  OU  OS  TEXTOS,  FIQUE  A  VONTADE,  MAS,  CITE  OS  CRÉDITOS.

OBS: Se você tiver dificuldade em fazer um comentário na janela aí abaixo, entre como anônimo, e cite seu nome e e-mail no final do texto.

Estação 98 - 10º Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos - SP

| | Comments: ( 2 )
Depois de muito preparo, aconteceu nos dias 08 e 09 de julho de 2017, o 10º Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos - SP, onde os ferreomodelistas se encontraram para expor suas quinze maquetes, duas mesas com coleções raras e uma de ferramentas e documentos ferroviáros.  Foto 01 
AS MAQUETES  DOS 
 FERREOMODELISTAS 
 VISITANTES

O Paulo Moretti, de Piracicaba, apresentou suas modelagens  Foto 02 

na escala "O", 1:43  Foto 03

e sua coleção de raridades na escala "HO". Foto 04

O Sergio Cavallaro,  de São Paulo, mostrou sua maquete  com o paisagismo alemão.   Foto 05

O teleférico é um dos destaques,   Foto 06

Uma grande parte do relevo lembra o clima frio e a neve.  Foto 07

E sobre a neve, os esquiadores. Foto 08

MAQUETES DOS FERREOMODELISTAS 
DE SÃO CARLOS

O Sergio Paulo Doricci montou sua maquete com um circuito de mini câmeras acopladas nas locomotivas, transmitindo imagens das viagens para duas TVs.  Foto 09

O trem "R" da Companhia Paulista de Estradas de Ferro faz parte do conjunto   Foto 10 
e a pérgula da Praça Antonio Prado, defronte à estação, chamou a atenção.  Foto 11

  O Nacho Rebollo  apresentou sua maquete, a única no Encontro na escala "N", 1:160   Foto 12  

Riquíssima em detalhes, ocupa um espaço bem menor, pois é tudo praticamente, a metade em tamanho das demais maquetes que são na escala "HO", 1:87.  Foto 13

O conjunto de trilhos estão dispostos em cinco níveis.  Foto 14



Oswaldo Aparecido Pereira, "Sampa", expôs a maquete onde  Foto 15

não faltou nem o forno a lenha no quintal e   Foto 16

o caminhão FNM, "FÊ NÊ MÊ", dos anos 50, chegando no mata burro.   Foto 17

O  Daniel Garcia Gonçales e o pai Laerte, o "Lala",  mostraram a maquete com um túnel maravilhoso, dando um realismo  Foto 18

muito especial à ferrovia. Foto 19

Na área de lazer, não faltou a piscina e o campo de vôlei. Foto 20

O Sergio de Lucca, levou a maquete onde há um pátio ferroviário detalhado, que resgata  a originalidade da ferrovia em São Carlos e do lado direito do mesmo,  Foto 21

a Estação Ferroviária.  Foto 22

Ao lado dos trilhos, um vagão servindo de moradia. Foto 23

De costa, o Luiz Matas, Presidente da ASCFER - Associação São-Carlense de Ferreomodelismo, mostrando sua maquete para o Celso Frateschi, Diretor da Frateschi Trens Elétricos.  Foto 24

A Maria Aparecida Matas, a "Cidinha" esposa do Luiz, cuidando dos detalhes e  Foto 25

 da mesa de raridades.  Foto 26

O Renato Rosa, o "Renatinho", mostrou os detalhes          Foto 27

de um trator de esteira,   Foto 28

e de uma pracinha com bancos e escorregador para crianças.  Foto 29

O David Dellelo, mostrou sua mesa ferroviária   Foto 30

com detalhes da vida rural e de  Foto 31

uma lagoa.  Foto 32

Ricardo Bernardes, levou sua maquete em construção onde já se vê o pátio ferroviário,  Foto 33

o virador de locomotivas e os trilhos da rotunda. Foto 34

Nos trilhos,  a composição de carga.  Foto 35

O João Leandro Giglioti, mostrou sua ferrovia com um trem de passageiros    Foto 36

e modelou a Estação de Pinhais. Foto 37

No pasto, a ovelha. Foto 38

AS MAQUETES DA ASCFER - 
ASSOCIAÇÃO SÃO-CARLENSE 
DE FERREOMODELISMO

A  ASCFER apresentou três maquetes,  Foto 39

essa com dois níveis de vias ferroviárias e   Foto 40

uma área rural muito detalhada. Foto 41

A segunda, um ótimo pátio ferroviário,   Foto 42

 representações urbanas  Foto 43

e geográficas.  Foto 44


e a terceira, é a maquete modular construída por um grupo de sócios da ASCFER, que, no Encontro de 2016, tinha 30 metros e para o 10º Encontro foi ampliada para 45 metros  e ganhou o paisagismo. Foto 45


Nesses 45 metros, estão detalhes primorosos de barrancos, Foto 46

vias ferroviárias,   Foto 47

pontilhão e estrada vicinal.   Foto 48

A Estação Ferroviária, modelada pelo Daniel Muniz,  Foto 49

compôs com o detalhismo Foto 50

a integração com a cidade e o pátio ferroviário. Foto 51

É necessário prestar bem atenção para ver as estradas rurais com o corte dos eucaliptos, Foto 52

a vegetação, Foto 53

e a casinha rural sobre a elevação. Foto 54

Na cabeceira direita da maquete, o Viaduto 4 de Novembro e  Foto 55

abaixo,  junto à ferrovia, o cruzamento em "X" do ramal  da CP, da bitola métrica,  que ia para Ribeirão bonito,  Foto 56

com a linha tronco também da CP, em bitola larga.  Foto 57

Detalhes das curvas, Foto 58

do pontilhão, Foto 59

das casinhas próximas da ferrovia,  Foto 60

da área urbana,  Foto 61

do mangueiro com o gado e os cavalos.  Foto 62

Depois, o túnel, Foto 63

a primorosa cachoeira,   Foto 64

e o rio. Resultado de um trabalho  a muitas mãos... Foto 65
HOMENAGEM

O Rogério Corrêa Bernardes, homenageou o avô, o ex- ferroviário   André Serrano Junior, nascido em Rio Claro, em 19 de abril de 1918,     Foto 66

formado em mecânica pela Escola Profissional Secundária de Rio Claro - SP, em 30 de novembro de 1938 e contratado pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, em 19 de dezembro do mesmo ano. Foto 67

Dele, o neto guarda os documentos e as ferramentas. Foto 68

MOMENTO CRIANÇA
A Equipe da Fundação Pró-Memória montou uma 
mesa para as crianças se divertirem pintando 
locomotivas.     Foto 69 

OS OLHARES DAS CRIANÇAS
Esses olhares vendo os trenzinhos se movimentarem nos
 trilhos,  são os que mais emocionam e compensam todo o
    trabalho de planejamento e montagem do evento. Foto  70

FEZ MUITA FALTA
A ausência do Sr. Antonio Joaquim Cruz  com sua maquete,
foi notada, A idade avançada dos 94 anos o impediram 
de estar presente. No dia 28 de outubro de 2017, 
completará 95 anos. Foto 71  

DESTAQUES

O boneco idoso foi o maquinista da locomotiva Baldwin. Foto 72 

A fotógrafa Marina Dino dos Anjos e a irmã foram ricamente vestidas com trajes do século XIX. Foto 73
AS SETE LOJAS 
que fizeram a alegria dos ferreomodelistas com
 uma diversificação muito grande de produtos 
nacionais e importados.   Fotos  74 a 80








SERVIÇOS 
 O SENAC apresentou seus cursos.

OS ARTESANATOS 
Levaram suas coleções:
 a "ESPAÇO AZUL" Associação de Apoio
 a Pais de Autistas,   Foto 82

 e a Fundação Educacional São Carlos - FESC.    Foto 83

E NA HORA DA FOME... Foto 84

SOM E LOCUÇÃO  
BALADA SOM  comandou a mesa de som,  o Carlinhos Morelli 
fez a locução  e  animou  os  dois  dias   dos   ferreomodelistas. 
 E  o  escritor  Rafael Prudente Corrêa Tassi, autografou o livro 
"LOCOMOTIVAS  ELÉTRICAS  da Companhia Paulista de
 Estradas de Ferro".  Fotos 85 a 87

O POVO 
O tempo  ajudou muito, pois até a quinta feira que antecedeu o evento, fez
 muito frio, no sábado e domingo, foram dois dias de sol e a  plataforma 
esteve com  muitos visitantes  das cidades  da região e  dos  são-carlenses, 
que foram prestigiar.  o evento.  Certamente, foi um dos maiores encontros
 de ferreomodelismo de 2017. Foto 88

VISITA ILUSTRE
 Celso Frateschi, Diretor da
  Frateschi Trens Elétricos Foto  89 


NO ESTACIONAMENTO
   No estacionamento, muitos automóveis, motos,
  o pipoqueiro,  cachorro quente,  algodão doce
 e o vendedor de balões de gás  Foto 90

LEMBRANÇA
 A lembrança comemorativa do 10º Encontro foi o 
vagão gôndola.  Foto 91



REALIZARAM - Fotos 92 e 93


HISTÓRIA
Em 2008, Ocimar Carlos Pratavieira liderou alguns ferreomodelistas de São Carlos para que acontecesse o 1º Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos. O vereador Lineu Navarro deu um grande apoio e oficializou o evento no Município, através da Lei Municipal nº 14.523, de 24 de junho de 2008. Assim, o  Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos, passou a fazer parte do Calendário Oficial da Cidade.  Na mesma época, nasceu o GRUSCFER, Grupo São Carlense de Ferreomodelismo. O Grupo cresceu e passou a ser pessoa jurídica, AScFer, Associação São Carlense de Ferreomodelismo, hoje liderada pelo ferreomodelista Luis Paulo Matas.

VEJA MAIS

PARA 2018, O 11º ENCONTRO 
 DE      FERREOMODELISMO  
DE SÃO CARLOS, PROMETE!

CRÉDITOS:
01: Fundação Pró-Memória de São Carlos
02, 03, 05 a 11, 13 a 25, 27 a 44, 46 a 49, 51 a 55, 59 a 70: Marina Dino dos Anjos
04, 12, 26, 69, 71 a 91: José Alfeo Röhm
45 e 50 : Daniel Muniz
56 e 57: Valentim Gueller Neto
89: Jorge Kulikowski
LOGOS:
75: EAGLE 
67: CNN 
68: MILINFO
76: JORGE TRENS
77: Logo Fer Maq 
78: Mundo das Miniaturas 
83: FESC 
84: Morenas Lanches
93: ASCFER
PARTICIPARAM:
Maria Nazareth, Daniel e Lika Röhm 
Marina Dino dos Anjos
Luiz Matas - AScFer
Sergio Paulo Doricci
Valentim Gueller Neto

Obrigado por sua agradável companhia, nos encontraremos certamente na Estação 99.
                                                         Abraços, Alfeo.

QUERENDO  UTILIZAR  AS  FOTOS,  OU  OS  TEXTOS,  FIQUE  À  VONTADE,  MAS  CITE  OS  CRÉDITOS.

OBS: Se você tiver dificuldade em fazer um comentário na janela aí abaixo, entre como anônimo, e cite seu nome e e-mail no final do texto.