• 0
  • 1 Faculdade Dom Pedro II - São Carlos-SP (1928-2009)
    Acervo Valentim Gueller Neto
  • 2 Bonde da Carne São Carlos–SP (1912-1962)
    Acervo Raymond DeGroot
  • 3 Estação Ferroviária de São Carlos-SP (1925)
    Acervo Valentim Gueller Neto

Estação 103 - O Carro de Passageiros da Rua Tiradentes - São Carlos - SP

| | Comments: ( 8 )
Em 1977, foi leiloado no pátio ferroviário de São Carlos,  um lote de carros de passageiros que serviu aos ramais de Água Vermelha e Santa Eudóxia e também o de Ribeirão Bonito. Cinco deles  foram arrematados por famílias são-carlenses. Foram levados para fazendas, clube de campo e  um deles, foi colocado com muita dificuldade, em um terreno na Rua Tiradentes, 269, próximo ao centro da cidade.  Foto 01

Lá ele foi moradia,  lanchonete, e república de estudantes da UFSCar e USP; ganhou algumas telhas sobre sua própria cobertura, mas ficou exposto às condições do tempo por 42 anos. Inicialmente, tornou-se o destaque do quarteirão, mas com o passar dos anos, nem era mais notado.  Foto 02


Os demais carros que não foram vendidos no leilão, se tornaram abrigo de andarilhos, desocupados e ambiente de consumo de drogas.  Foto 03 

Foram envelhecendo, depredados ,  Foto 04

e incendiados. Foto 05


O imóvel onde estava o carro de passageiros na Rua Tiradentes, foi vendido e demolido, e com a retirada dos muros e dos portões, ele reapareceu! Foto 06 


Reapareceu mostrando que até vegetações cresceram junto à sua parede externa.  Foto 07 


Além da vegetação,  Foto 08

também a degradação das madeiras, Foto 09 


A única identidade  preservada do carro, pela foto está ilegível, e como tudo aconteceu de surpresa, o Lugar do Trem não ficou sabendo e não pôde fotografar nem filmar. As fotos que estão aqui, foram cedidas por amigos e capturadas do Facebook.  Foto 10

Se foi da CD ou da CP, é histórico, bitola métrica com um detalhe  na cabeceira, TRABIJU - SÃO CARLOS,     Fotos 11

                                                           o que  pode indicar que é um carro da  Foto 12                                                          
                                                         Mas na outra cabeceira, o detalhe pode ser                                                                                                                 SÃO CARLOS - TRABIJU,                                                                       o que pode indicar que o carro era da    Foto 13
                                                                             

Trabiju era uma estação da Douradense, logo após Ribeirão Bonito; nesta terminava  o ramal da Companhia Paulista de Estradas de Ferro que tinha seu início em São Carlos.      Foto 14         
E esse carro não terminava suas viagens em Ribeirão Bonito, percorria os trilhos da CD e da CP, entre Trabiju e São Carlos. Foto 15

Para sua retirada foi montada uma operação semelhante à da locomotiva Baldwin 821 que, em 25 de junho de 2012, foi transportada da Praça Brasil na Vila Nery, para a Estação Ferroviária - Estação Cultura.   Foto 16


Essa locomotiva fabricada em 1891, com 128 anos, provavelmente tracionou esse carro de  passageiros, pois além de pertencer à Companhia Paulista,  pertenceu também à Estrada de Ferro do Dourado.  Foto 17                                                                                                                                                


E, de surpresa,  no dia 16 de janeiro de 2019, teve início a grande operação de retirada, com dois guindastes e uma carreta. Foto 18


Bem devagar, o centenário carro foi sendo içado,   Foto 19


Fios e poste no caminho.  Foto 20


Depois de içado, e com uma operação milimétrica do motorista do caminhão,  a carreta de 20 metros foi colocada sob ele e os operadores dos guindastes o acomodaram sobre a mesma. Embora bastante deteriorado por fora, a estrutura interna de madeira suportou bem a movimentação.  Foto 21


E iniciou sua passagem pelas ruas da cidade até a Av. São Carlos, e  depois, para as rodovias.  Foto 22


Foi se despedindo, pois foi comprado por uma grande construtora, ou por um hotel de Águas de São Pedro - SP. Não há a menor dúvida de que a locomotiva Baldwin 821 e ele formariam um lindo par na plataforma da Estação Ferroviária - Estação Cultura, mas entre vê-lo se decompondo na Rua Tiradentes e ser recuperado em outra cidade, é melhor assim. Esse carro é um dos poucos que possui documentação de origem para ser comercializado, foi vendido por cerca de R$ 5.000,00  e o transporte ficou por volta dos R$ 30.000,00. Como foi de surpresa, nem notícia da imprensa virou!  Foto 23


Marcelo Romano escreveu na sua página
                   no Facebook:           Foto 24

VEJA MAIS
                                      
          O REGRESSO AO LAR   Foto 25

CRÉDITOS:
Fotos:
 01 e 02: Google Maps
03 e 05: Acervos Fundação Pró Memória de São Carlos, 
 Alexandre Margarido e Valentim Gueller Neto
04: Acervos Fundação Pró Memória de São Carlos, 
Olyntho Aloisio Censoni e Valentim Gueller Neto
06, 07, 08, 11, 14, 15 e 24: Facebook - Marcelo Romano
09, 10,18,19,20,21, 22 e 23: Theodósio Salvador Mosca Pugliesi
12, 14, 16, 17 e 25 José Alfeo Röhm 
PARTICIPARAM:
Maria Nazareth, Daniel, Lika e Gabriel Röhm 
Prof. Dr. Roberto A. Martins 
Raquel Sündermann
Theodósio Salvador Mosca Pugliesi

Obrigado por sua agradável companhia, nos encontraremos certamente na Estação 104.

                                                                Abraços, Alfeo.

QUERENDO  UTILIZAR  AS  FOTOS,  OU  OS  TEXTOS,  FIQUE  A  VONTADE,  MAS,  CITE  OS  CRÉDITOS.

OBS: Se você tiver dificuldade em fazer um comentário na janela aí abaixo, entre como anônimo, e cite seu nome e e-mail no final do texto.

Estação 102: XI Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos

| | Comments: ( 2 )

Felizmente, a chuva que caiu até na sexta feira parou, e no sábado e domingo, o sol ficou escondido, mas a temperatura subiu permitindo um mega evento. Os ferreomodelistas  visitantes e  sãocarlenses mostraram 17 maquetes na escala mais usual, 1:87 -"HO", uma na escala 1:160 - "N", pouco praticada, uma de automodelismo e uma mesa de exposição de locomotivas V8. Foto 01


 CLIQUE SOBRE AS FOTOS QUE ELAS AMPLIAM



A plataforma da Estação Ferroviária - Estação Cultura foi o palco do encontro que contou com aproximadamente, 10.000 visitantes.  Foto 02

AS MAQUETES DOS
FERREOMODELISTAS
 VISITANTES

SANTA RITA DO
PASSA QUATRO


A Associação de Ferreomodelismo  Santarritense, de Santa Rita do Passa Quatro, 85 Km  de São Carlos,    Foto 03



levou para a exposição três maquetes: A  modular, de 16 metros que reproduz o ramal ferroviário da Companhia Paulista de Estradas de Ferro entre Santa Rita e Porto Ferreira.   Foto 04


A Estação Ferroviária de Santa Rita, "Zequinha de Abreu" é um dos detalhes.   Foto 05

                                                  

A segunda, menor, tendo como um dos detalhes,   Foto 06





a olaria dos "TIJOLOS SÃO JOSÉ"    Foto 07


07- E a terceira também mostra uma olaria,    Foto 08


a ferrovia, e as regiões urbana e rural. Foto 09

SÃO PAULO


O Sergio Cavallaro, de São Paulo, 240 Km de São Carlos, mostrou sua coleção de locomotivas V8, através das quais conta a história da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e suas sucessoras. Foto 10





                                                                    SOROCABA                                                                                
José Matos, de Sorocaba, 210Km de São Carlos,   expôs duas maquetes, uma em construção e com as edificações da MODAL MAQUETES LASER,   Foto 11



mais o de trem "Ave Maria".     Foto 12



 E a segunda que representa a EFCJ - Estrada de Ferro Campos de Jordão,   Foto 13


com o modelo da litorina que opera naquela ferrovia. Foto 14

AS MAQUETES DOS 
FERREOMODELISTAS
DE SÃO CARLOS

O Sergio Paulo Doricci,  operou sua maquete  com dois trens dotados de micro câmeras que transmitem imagens para dois televisores. Uma transmite imagens da visão do maquinista e outra, imagens da visão do passageiro. Foto 15


Um dos destaques, a Serraria Santa Rosa com a chaminé fumegante,   Foto 16


deixou a Estação Ferroviária toda envolvida na fumaça. Foto 17


O Cristiano Roberto Marini de Souza que pratica o plastemodelismo, mostrou sua coleção de automodelismo. Foto 18





O Byron Ortiz de Araujo Filho, mostrou suas duas maquetes, essa na escala 1:160 - "N",   Foto 19


e a segunda, maior, na escala mais usual, 1:87 - "HO".     Foto 20

É uma maquete urbana e contempla principalmente, edifícios de apartamentos.     Foto 21



O Fernando Francisco Pavelin, participou e expôs sua maquete pala primeira vez.   Foto 22

É uma maquete que representa a região urbana, o pátio ferroviário e as montanhas, onde está o túnel.  Foto 23

Oswaldo Aparecido Pereira, o "Sampa" e a esposa Nair, operaram a maquete com Ipês roxo e amarelo. Foto 24

A vila ferroviária e a oficina de locomotivas são alguns dos destaques. Foto 25


O Daniel Garcia Gonzales e o pai Laerte, o " Lala", expuseram a maquete com um pátio ferroviário bastante complexo. Foto 26


Quando o Lugar do Trem estava fotografando, um trem cargueiro com destino a Santos,  estacionou junto a plataforma deixando a mesma com pouca luz natural, mas deu destaque na iluminação da maquete. Foto 27


O Sergio Marino colocou os trens nos trilhos em uma das maquetes da ASCFER - Associação São Carlense de Ferreomodelismo, duas vias paralelas, Foto 28


e um pátio ferroviário com muita precisão. Foto 29.


O Mauricio Zabotto, também marcou presença pela primeira vez.   Foto 30


A maquete representa principalmente regiões de vegetação.  Foto 31


Davi Paes, com a ajuda do pai,  iniciou com sua maquete em construção, Foto 32



e explicou como ela vai ser.  Foto 33


 O Renato Rosa, o "Renatinho", colocou os trens nos trilhos,  Foto 34



e deixou em um dos desvios dois vagões dos encontros anteriores. Foto 35 



Concentrado, no comando dos trens.  Foto 36



O Luis Matas e a esposa Maria Aparecida Matas, a "Cidinha" levaram uma maquete com edificações urbanas e um belo pátio ferroviário. Foto 37


No paisagismo, os pinheiros se destacam.  Foto 38



O João Leandro Giglioti, expôs sua maquete urbana, com duas vias e dois trens operacionais.  Foto 39

Depois de tudo montado e funcionando, só ficou observando. Foto 40















A MAQUETE MODULAR DE 42 METROS 
DA ASCFER - ASSOCIAÇÃO SÃO 
CARLENSE DE FERREODELISMO

A maquete modular foi construída por um grupo de sócios da ASCFER, para o 9º Encontro de 2016, tinha 30 metros.  Foto 41


e atualmente está com  42 metros  e ganhou o paisagismo. Foto 42


Além de permitir  vários trens rodando simultaneamente, por ser digital, representa todos aqueles que contribuíram para seu projeto e sua materialização. Foto 43


Uma maquete ferroviária nunca termina  e essa ainda vai ter muitas horas doadas por aqueles que estão fazendo e por aqueles vão chegar. Foto 44


Serve de escola para aqueles que querem começar no ferreomodelismo e também como alternativa   Foto 45

para uma iniciação profissional.   Foto 46


OS OLHARES DAS CRIANÇAS
Esses olhares vendo os trenzinhos se movimentarem nos
 trilhos,  são os que mais emocionam e compensam todo o
    trabalho de planejamento e montagem do evento. Foto  47


MOMENTO CRIANÇA
A Equipe da Fundação Pró-Memória montou uma 
mesa para as crianças se divertirem 
fazendo pinturas.     Foto 48

FEZ MUITA FALTA
A ausência do Sr. Antonio Joaquim Cruz  com sua maquete,
foi notada. A idade avançada dos 95 anos o impediram 
de estar presente. Em 23 de agosto, o Lugar do Trem conversou 
com ele e com a esposa Geni,  estão bem, e ele fazendo igrejinhas
para colocar no presépio no final de 2018, que pretende instalar no
 Mercado Municipal de São Carlos. No dia 28 de  outubro de 2018, 
ele  completará 96 anos.   Foto 49

AS LOJAS
As lojas realizaram os sonhos de consumo dos ferreomodelistas 
venderam muito! Novos, seminovos e usados. Até a lojinha de
 brinquedos populares que estava na cabeceira direita da Estação,
ficou muito feliz com as vendas! O destaque foi para MODAL
  MAQUETES, que  está fabricando edificações e estruturas em
 madeira reciclada, (MDF), cortadas   por raio laser. Fotos 50 a 61











Lojinha de brinquedos populares. 

SERVIÇOS 
 A "ESPAÇO AZUL" Associação de Apoio
 a Pais de Autistas, comercializou produtos doados 
pela Faber Castell   Foto 62

E NA HORA DA FOME... Foto 63

SOM E LOCUÇÃO  
BALADA SOM  comandou a mesa de som,  o Carlinhos Morelli 
fez a locução  e  animou  os  dois  dias   dos   ferreomodelistas. 
 E  o  escritor  Rafael Prudente Corrêa Tassi, autografou o livro 
"LOCOMOTIVAS  ELÉTRICAS  da Companhia Paulista de
 Estradas de Ferro".  Fotos 64 a 66

O POVO 
 Sábado e domingo, foram dois dias nublados, mas sem chuva e a  plataforma 
esteve com  muitos visitantes  das cidades  da região e  dos  são-carlenses, 
que foram prestigiar o evento. Certamente, foi um dos maiores encontros
 de ferreomodelismo de 2018.    Foto 67

VISITA ILUSTRE
SR. NICOLA GONÇALVES
O Amigo de todos, e conhecidissimo na cidade , com 88 anos, com muitas
 histórias pra contar, e proprietário da Serraria do Bonde.   Estacionou com
sua   marca  registrada, o  Aero Willys   azul,  1966, defronte à  Estação, e
brindou todos os  ferreomodelistas com sua sua presença.   Sempre foi  ele
 que   reformou o nosso "Bonde  da Saudade", que está localizado na Praça
ARCESP - "Balão do Bonde",   na  Vila  Nery.  E  também  doou  a madeira e
montou o   carramanchão  na Pracinha  da Estação Ferroviária  -
  Estação Cultura.


E por cuidar do bonde, se tornou conhecido por Seu Nicola do Bonde. Foto 69


Montando o caramanchão na Pracinha da Estação, em agosto de 2014. Foto 70
NO ESTACIONAMENTO
   No estacionamento, muitos automóveis, motos,
   e  próximo da escada, o vendedor de balões de gás  Foto 71

LEMBRANÇA
 A lembrança comemorativa do 11º Encontro foi o 
vagão gôndola.  Foto 72


REALIZARAM  
Fotos 73 e 74



HISTÓRIA
Em 2008, Ocimar Carlos Pratavieira liderou alguns ferreomodelistas de São Carlos para que acontecesse o 1º Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos. O vereador Lineu Navarro deu um grande apoio e oficializou o evento no Município, através da Lei Municipal nº 14.523, de 24 de junho de 2008. Assim, o  Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos, passou a fazer parte do Calendário Oficial da Cidade.  Na mesma época, nasceu o GRUSCFER, Grupo São Carlense de Ferreomodelismo. O Grupo cresceu e passou a ser pessoa jurídica, AScFer, Associação São Carlense de Ferreomodelismo, hoje liderada pelo ferreomodelista Laercio Gonzales.

VEJA MAIS

PARA 2019, O 12º ENCONTRO 
 DE      FERREOMODELISMO  
DE SÃO CARLOS, PROMETE!

CRÉDITOS:
Fotos:
02 a 67 e 70 a 72: José Alfeo Röhm
68: Biblioteca-EESC-USP
69: Acervo Nicola Gonçalves
LOGOS E SITES:
52: Logo Fer Maq
53:  DANIBUS
54: MUNDO DAS MINIATURAS
55: MARCOS CARRINHO
56: SR INÁCIO -SP
57: ANJOLY
58:  EAGLE 
59: JORGE TRENS
60: PAIOL MODELISMO
61: Brinquedos Populares
62: Espaço Azul
63: Morenas Lanches
74: ASCFER
Pesquisa:
Revista Kappa Magazine, Ano 1-Edição 12 - Nº 12
19 de novembro de 2010 - Pg 48 - Nicola Gonçalves
PARTICIPARAM:
Maria Nazareth, Daniel e Lika Röhm 



Obrigado por sua agradável companhia, nos encontraremos certamente na Estação 103.
                                                         Abraços, Alfeo.

QUERENDO  UTILIZAR  AS  FOTOS,  OU  OS  TEXTOS,  FIQUE  À  VONTADE,  MAS  CITE  OS  CRÉDITOS.

OBS: Se você tiver dificuldade em fazer um comentário na janela aí abaixo, entre como anônimo, e cite seu nome e e-mail no final do texto.