• 0
  • 1 Faculdade Dom Pedro II - São Carlos-SP (1928-2009)
    Acervo Valentim Gueller Neto
  • 2 Bonde da Carne São Carlos–SP (1912-1962)
    Acervo Raymond DeGroot
  • 3 Estação Ferroviária de São Carlos-SP (1925)
    Acervo Valentim Gueller Neto

Estação 33 - O Nostálgico Ferrorama Voltou!

| |
Eu comecei a contar essa história  na  Estação 13 e, sinceramente, não acreditava mais na volta do Ferrorama clássico dos anos 80.

Tudo começou em 09 de junho de 2010, quando uma equipe de aficcionados pelo brinquedo venceu o desafio proposto pela O desafio foi alternar barras de trilhos para que um Ferrorama  percorresse os últimos 20 quilômetros de Santiago de Compostela, Espanha. Fotos 01 e 02

Aquela vitória que teve um sabor muito maior do que a superação de todas as dificuldades encontradas através dos 20.000 metros, teve o sabor do "Volta Ferrorama". Mas foi temporário, pois quando a reedição do trenzinho chegou às lojas em outubro de 2010, era uma versão modernizada, sem a cara dos Ferroramas clássicos, mas com o jeitão de um brinquedo vindo do Paraguai ou da China, uma lástima! Foto 03
 A decepção foi muito grande e todos que acompanharam a campanha "Volta Ferrorama" criticaram e não compraram. Todos aqueles que apostaram que o relançamento do trenzinho dos anos 80 seria igual ao original, se sentiram traídos! As mesmas ferramentas que a Estrela utilizou para identificar um nicho de mercado, os blogues, os amantes dos Ferroramas também  utilizaram para fazer as denúncias e cobranças. As contestações se tornaram tão fortes, que após quase um ano e meio daquela vitória em Santiago de Compostela, a Estrela relançou, para o final do ano de 2011, o Ferrorama XP100, mantendo as características originais dos clássicos dos anos 80. Eu fiquei sabendo desse relançamento através de um comentário feito em 24 de dezembro de 2011, por um Anônimo na Estação 13. Ele escreveu: "Há duas semanas comprei a edição limitada do Ferrorama XP100,...". Fui conferir e  agora sim!  Gostei e me dei um de presente de Natal.
                              O
                                 foi buscá-lo na
                                                                        em São Carlos-SP. Fotos 04 e 05
                      




O preço?  Bem razoável e parcelado em 6 vezes.
Foto 06







A embalagem em papelão está muito bem cuidada!
Na face principal, uma foto nostálgica, em sépia,
de uma locomotiva a vapor, indicação de idade...
 

 e o selo
                                                                                                      Fotos 07 e 08









                                                                    
As laterais da caixa ganharam os logos





e as cabeceiras, além dos logos, o selo "Leão de Ouro em Cannes 2011" Fotos 09 e 10



Na face inferior, os cuidados com as pilhas, o conteúdo do kit e os selos da ABRINQ, ISO 9001, INMETRO e do Centro Estrela de Atendimento ao Consumidor. Foto 11









O XP100 vem acondicionado em divisórias de cartonagens vermelhas colocando em destaque o conjunto do trenzinho. Foto 12











Embalagem esmerada e trabalhosa, resgatando a época que ainda não havia o isopor. Foto 13











8 curvas, 1 reta maior, uma menor, 1 comando de alavancas, 6 postes*, 1 sinaleiro, 1 locomotiva, um carvoeiro, 1 vagão cargueiro ou tender e manual de instrução. *Existe um conflito de informação sobre o conteúdo do kit, na face inferior da caixa, aparece a quantidade de 2 postes e no manual de instruções, consta: Postes (conjuntos de 3 peças)...2, e isso é igual a 6 postes. Também acompanham o kit 2 travessas de treliça para serem fixadas sobre os postes e uma cartela de adesivos, mas não estão nas listas de conteúdo. Foto 14

Manual de instrução e cartela de adesivos. Fotos 15, 16, 17, 18, 19 e 20


               As curvas, as retas, o conjunto de alavancas para
                   inversão de sentido e a composição.  Foto21


O alojamento das pilhas fica dentro da caldeira. Foto 22






Não há dificuldades para a colocação e retirada das
pilhas. Foto 23


 


                     
                                                                Locomotiva, tender e vagão gôndola com portas de correr. Foto 24

                     



                                                                E o XP100 nos trilhos. Foto 25


Aqui é com barulhinho inconfundível da locomotiva:


Aquele mesmo Anônimo também escreveu:
"... afinal é uma edição limitada de apenas 5000 unidades.
Detalhe: esse não é made in China, pois vêm gravado
Made in Brazil – Estrela, sob a locomotiva." Foto 26



E com um ano e meio de atraso, a Equipe liderada pelo Marco Aurélio Silva, o Markora, que venceu o desafio em Santiago de Compostela, teve finalmente o seu reconhecimento, o Ferrorama clássico voltou! 
Para ele e sua Equipe, para todos que brincaram na infância nos anos 80 e 90  e continuam apaixonados pelo Ferrorama, foi o melhor presente que o Papai Noel poderia ter trazido neste Natal.
Daqui há uns 15 ou 20 anos, alguns ferreomodelismas vão poder dizer:
"Eu comecei com um Ferrorama XP100 da Estrela, no Natal de 2011."
O início dessa história, está na Estação 13; se você quiser conhecê-la, clique aqui.


Créditos:
Fotos:
01, 02, 05 e  06 a 26: Reproduções da
embalagem do XP1oo - José Alfeo Röhm
03: Google Imagem - CARAMARELA BRINQUEDOS
04 Google Imagem - Mandý Lowrens
Blogs:
RIOBLOG 
Vídeo: José Alfeo Röhm
Colaboraram:
Daniel, Maria Nazareth e Lika Gobato Röhm

Obrigado por sua agradável companhia, nos encontraremos certamente na Estação 34.
Abraços, Alfeo.

OBS: Se você tiver alguma dificuldade em fazer um comentário na janela aí abaixo, entre como anônimo e cite o seu nome no final do texto.

8 comentários :

Wlaespindola disse...

Realmente a volta do Ferrorama Clássico deixou o Natal dos saudosistas do brinquedo mais bonito, embora o mesmo apresenta algumas falhas de acabamento (falta o farol e o cromo nos trilhos). Se tudo correr como a Estrela prometeu, se esse XP 100 for sucesso de vendas, outros modelos serão apresentados em breve pela empresa. è aguardar e torcer.
PARTICIPE DA COMUNIDADE FERRORAMA CLÁSSICO NO ORKUT!

Anônimo disse...

Que bom que ainda conservo o meu original dos anos 80 com caixa azul e essa mesma foto colorida :) - ADBensi

Alessandro disse...

Ae.. finalmente !!

Eu tb ainda tenho o meu de caixa azul ... inteirinho.
já foi cobiçado pelo meu sobrinho .. agora meu filho tá de olho...rs

veuxrael disse...

alguem sabe me dizer onde eu encontro lugar e/ou alguma loja q conserte o transformador e locomotivas?

eu tenho um ferrorama muito antigo aqui em casa,mas a locomotiva parou de funcionar :\
eu gostaria de restaura-lo mas nao encontro nenhum lugar onde conserte esse tipo de brinquedo
se alguem puder me informar,agradeço desde já (:

José Alfeo Röhm disse...

Caro Veuxrael, obrigado por acompanhar o Lugar do Trem. Sobre o restauro do seu ferrorama, me mande um e-mail para: alfeo.rohm@yahoo.com.br
Abraços, Alfeo.

Anônimo disse...

Sou fã de ferreomodelismo e quando criança sempre quis ganhar pelo menos um XP-100, mas ele não chegou. Passados alguns anos, eu mesmo fui lá e comprei um XL-1200. Alguém lembra do comercial em que o locutor dizia: XP-100, 200 e 300. XP-400 o Trenzão e XP-500 o Super Trenzão!!!. Bons tempos!!! Em relação ao relançamnto do Ferrorama XP-100, tive a oportunidade de ver um na loja Hi Happy do Shoppinh Interlagos e sinceramente acho que está com um certo ar de Made in China. Faltam os cromados nos trilhos, nas rodas, que na versão atual são de plástico prateado e achei o plástico meio "salpicado". Esta é a globalização. Acho que á que é para fazer, vamos fazer bem feito!!! Um abraço. Willian.

Anônimo disse...

tenho o XP300 até hoje e funcionando, faltou o capricho dos trilhos com o detalhe cromado.

Marcos W. de Paula disse...

hj aproveitei que minha esposa não esta em casa com meu filho de 4 anos e resolvi montar meu antigo ferrorama, a principio fiquei triste pois vi que a metade dos trilhos estão com os dentes quebrados porém lembrei de quando criança a gente pegava argila para prender os trilhos com encaixe quebrado e fui ao quarto do meu menino e peguei a massinha de modelar dele, ficou ótimo, montei os 3 conjuntos (1 sl5000 e 2 xp 300 sendo que um desses xp 300 adquiri a poucos dias) montei um grande circuito e deixei montado para a alegria do meu filho, eu gostaria muito que a estrela considerasse o sucesso do ferrorama na sua época e relançasse ele pois eu mesmo já comprei uns 3 trenzinhos para meu filho onde nenhum deles tinham a qualidade do ferrorama, acredito que se fosse relançado ela venderia muito tanto para as crianças de hj quanto para os marmanjões que assim como eu sou fã desse trenzinho que fez parte importante da minha infância.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!