• 0
  • 1 Faculdade Dom Pedro II - São Carlos-SP (1928-2009)
    Acervo Valentim Gueller Neto
  • 2 Bonde da Carne São Carlos–SP (1912-1962)
    Acervo Raymond DeGroot
  • 3 Estação Ferroviária de São Carlos-SP (1925)
    Acervo Valentim Gueller Neto

Estação 57 - Estação Damha Mall - Museu

| |
Esta postagem começou quando vi essa foto da Nayara Godoy Grande. Me chamou muito a atenção os vagonetes junto ao jardim da Estação Damha Mall em São Carlos-SP. Talvez uma lembrança de infância, de quando eu ia com  meu pai dar manutenção na geladeira da residência do Dr. Mário Pereira Lopes, ainda quando aquele local era "Fazenda do Urso", anos de 1950 e 1960.    Foto 01      Clique sobre as fotos que ampliam.

No dia 28 de outubro, meu filho Daniel e eu, fomos lá à tardinha para conferir e fotografar. São 6 vagonetes espaçados em aproximadamente 20 metros de trilhos  de uma ferrovia agrícola.     Foto 02 


São de bitola estreita, 50cm.   Foto 03 


O primeiro vagonete é original e francês. Provavelmente, foi adquirido em uma importadora no Brasil, ou importado.   Foto 04


Nele, todos os detalhes da fabricação estão presentes, a placa da marca;   Foto 05 


as inscrições nos mancais dos rodeiros; Foto 06 


as gravações nas rodas;     Foto 07 


 

e as medidas das mesmas;  Foto 08 



Os detalhes construtivos também estão preservados. A montagem é toda com rebites. Destaque para os eixos laterais que permitem bascular a caçamba e Foto 09  


a alavanca de freio sob a mesma.     Foto 10 


Os demais 5 vagotenes são réplicas e provavelmente, foram reproduzidos na

  Foto 11    
Companhia Brasileira de Tratores, que também era de propriedade do Dr.Mário Pereira Lopes.    Foto 12                                                   
         


Na época, a Fazenda do Urso era modelo para a América do Sul, suas ruas eram asfaltadas e a iluminação das mesmas já era com lâmpadas de vapor de mercúrio. Havia um biodigestor para gerar energia elétrica para abastecer a iluminação das ruas. Em outubro de 1995, foi adquirida pelo Grupo Damha e além da implantação dos residenciais de alto padrão, também existe a preocupação com a preservação do patrimônio histórico.   Foto 13 


A ferrovia que hoje enfeita o jardim da Estação Damha Mall, é item de um museu do transporte ao ar livre, "autdoor museum", era utilizada para o transporte de alimentos para o gado.     Foto 14 


Os vagonetes operavam entre um grande silo       Foto 15 


e a ordenha, onde hoje é  o Damha Centro Hípico. Foto 16 


Na foto, à direita, o silo  e, em primeiro plano, as baias do Centro Hípico, onde funcionava a ordenha. Provavelmente, os vagonetes eram carregados e tracionados por  um trator CBT. A ferrovia devia ter uns 500 metros de extensão, percurso em amarelo.  Foto 17 


Nesse mesmo museu também está o bonde "3" da linha "1", que transportou os são-carlenses entre 1914 e 1962. Foto 18 


Inicialmente, em 2006, ele foi instalado próximo do Centro Hípico e agora compõe a paisagem e o acervo próximo dos vagonetes. Foto 19 


Eu já escrevi sobre esse bonde na postagem 19 e você poderá conferir mais abaixo.  Foto 20 


Com o pôr- do- sol o Daniel aproveitou e fez algumas fotos das silhuetas dos vagonetes. Foto 21  


E o vento não deu trégua, as folhas das palmeiras, pareciam que iam ser arrancadas ...    Foto 22  


Para quem gosta de fotografar, é só visitar o local e esperar o pôr-do-sol ... Foto 23 



Após o pôr-do-sol, adentramos no espaço das lojas e foi uma grande surpresa! Pudemos verificar que o museu também está naquele ambiente. No hall de entrada estão grandes máquinas de benefíciamento de café que foram da Fazenda São Roberto. Essa fazenda do município de São Carlos,  foi uma das maiores produtoras, na época áurea do café.  Foto 24  



Aqui,  o destaque da placa do separador - catador.    Foto 25  



São máquinas todas fabricadas em madeira que foram restauradas e formam um embrião de um museu do café.     Foto 26 



 Na placas lê-se:                                                                                     
                          " INDÚSTRIA                                          PREMIADO EM DEZEMBRO DE 1885    
 NACIONAL"  





                                 "M C HARDY
                             INVENTOR  &  FABRICANTE
                                           CAMPINAS
ESTADO DE SÃO PAULO"
  Foto 27 


Diferente das outras duas, esta é de menor altura e ocupa o espaço horizontal.    Foto 28 


O detalhe da marca do fabricante do descascador de café.     Foto 29 



Retornamos para o jardim que já estava iluminado,    Foto 30 



contrastando com o céu muito azul.  Foto 31 


A sensação era de um pátio ferroviário com a estação ao fundo.      Foto 32


A ferrovia ladeada pelas luminárias, ........Foto 33 

Nesta panorâmica, toda a ferrovia.     Foto 34 



Além das lindas lojas, um museu; com as histórias tecnológicas da Fazenda São Roberto, da Fazenda do Urso e do transporte coletivo de São Carlos. Que acervo! Estando em São Carlos, ou de passagem, não deixe de conferir. Rodovia Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Júnior, (São Carlos - Ribeirão Preto) - SP 318,  Km  234.   Foto 35 


E finalmente, a saída. Foto 36                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              

VEJA MAIS:


CRÉDITOS:   
FOTOS:                                                                                                                                        
01: Nayara Grande
02, 04, 05, 09, 10, 13, 14, 15
16, 25, 28, 29  30, 31, 32 e 35 e 36 José Alfeo Röhm
03, 06, 07, 08, 12, 18, 19, 20
21, 22, 23, 24, 26, 27, 33 e 34: Daniel Gobato Röhm
17: Rio 2016  
COLABORARAM:
Daniele Globo - Comunicação -  Grupo Damha - São Paulo
Naná Prado - Comunicação -  Instituto Inova -  São carlos
PARTICIPARAM:
Maria Nazareth, Daniel e Lika Röhm
PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:
Marco Antonio Fernandes - "Marcão" - Grupo Damha - São Carlos

Obrigado por sua agradável companhia, nos encontraremos certamente na Estação 58.
                                                         Abraços, Alfeo.

OBS: Se você tiver dificuldade em fazer um comentário na janela aí abaixo, entre como anônimo, e cite seu nome e e-mail no final do texto. 

4 comentários :

Anônimo disse...

Matéria rica em detalhes escritos e visuais. Ajudam a retratar e guardar um pedaço da história de nossa querida cidade. Parabéns!!

carlos disse...

gostei , interessante , quando morei ai na região de São Carlos , ainda criança lembro -me do trem maria fumaça que saia de São Carlos e ia até Santa Eudóxia , também lembro do trem que fazia a linha São Carlos até Ribeirão Bonito , conheci naquela época a Fazenda Monjolinho e a estação do mesmo nome , era década de 60 , tenho lembrança de quando começarão a desativar o ramal de Santa Eudóxia , também lembro da fábrica de tratores CBT , já na década de 90 percorri a região para relembrar o passado , mudou muito .... mas deu pra matar a a saudade , parabéns !!!!!! , bem no meu tempo de criança São Carlos era conhecida como , cidade sorriso , minha querida São Carlos do Pinhal....

Anônimo disse...

Alfeo,
Mais uma vez o fantástico trabalho de resgate da histório de São Carlos.
Estamos aguardando a próxima viagem.
Parábens.
Antonio Carlos

Toco Labadessa disse...

Parabéns pelo lindo trabalho. Morei na Fazenda do Urso por 25 anos. Conheci cada detalhe deste lugar e não me esqueço jamais. Sai da fazenda há quase 20 anos, mas meu coração ainda permanece lá. Meu nome é Luiz Alberto, apelido Tôco, neto do Mario Pereira Lopes e filho de Wania Pereira Lopes.Os postinhos em preto da Estação poderiam ser da antiga escolinha pra filhos dos funcionários que ficava em frente a casa de meus avós ou mesmo da casa deles, que aliás eram iguais aos da minha (casa estilo colonial que fica adjacente ao Damha 1). O biodigestor mencionado ficava no estábulo ao lado de onde era feito as ordenhas (hoje as baias da hipica) e gerava eletricidade para o estábulo também. Os vagonetes mencionados eram usados para alimentação do gado. Só não me recordo o trajeto deles. A fazenda era toda asfaltada. As casas dos funcionários eram muito bem construidas, tanto que até hoje estão funcionando, e foram construidas outras iguaizinhas pelo pessoal do Damha. Mas é isso ai...se eu continuar a escrever não paro mais...

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!