• 0
  • 1 Faculdade Dom Pedro II - São Carlos-SP (1928-2009)
    Acervo Valentim Gueller Neto
  • 2 Bonde da Carne São Carlos–SP (1912-1962)
    Acervo Raymond DeGroot
  • 3 Estação Ferroviária de São Carlos-SP (1925)
    Acervo Valentim Gueller Neto

Estação 07 - “WAKAMOTO” - O Relógio da Escola Normal de São Carlos - SP

| |
Como aluno do Curso Primário da Escola Normal de São Carlos - SP, de 1955 a 1960, tive o privilégio de participar de dois eventos que já estão quase que esquecidos pelos são carlenses, o primeiro eu já contei na postagem anterior, e o segundo é este:
“WAKAMOTO” - O Relógio da Escola Normal de São Carlos - SP


1958 - Cinqüentenário da Imigração Japonesa para o Brasil
Neste ano eu cursava o segundo ano primário do Instituto de Educação Dr. Álvaro Guião, a Prfa. Julieta Jensen era a nossa Educadora, o Diretor do Curso Primário era o Prof. Afonso Fioca Vitalli, e da Escola Normal o Prof. Antonio Stella Moruzzi, era Prefeito Municipal Dr. Auderico Vieira Perdigão.
Houve um dia daquele ano que todos os estudantes do IEDAG ou Escola Normal, foram levados pelos Professores para a esquina entre a Av. São Carlos e Rua Padre Teixeira, devia ser por volta das 10h, logo após o recreio. A concentração estudantil e de autoridades municipais era para receber da Colônia Japonesa um presente à cidade de São Carlos, pelos 50 anos da Imigração Nipônica para o Brasil.
Sobre esse presente, o meu Amigo Valentim Gueller Neto que também foi aluno daquela Escola, escreveu assim:
- "Em 1958, por conta da comemoração dos 50 anos da imigração japonesa para o Brasil, a Colônia Nipônica ofereceu à cidade e ao Instituto de Educação Dr. Álvaro Guião este magnífico presente: Um relógio em três faces sobre um enorme pedestal, em cuja base havia uma placa de bronze com alusões à data sob as bandeiras entrecruzadas dos dois países em alto relevo. E o relógio, que ficava à esquerda da entrada principal da escola na Avenida S. Carlos, ganhou dos estudantes do IEAG o carinhoso apelido de 'Wakamoto', nome de um remédio de origem japonesa à base de levedura de cerveja, muito popular na época."

Mais cinqüenta anos se passaram e em 2008 comemorou-se o Centenário da Imigração Japonesa para o Brasil, mas ninguém se lembrou do "Wakamoto", PATRIMÔNIO PÚBLICO!
Ninguém se lembrou porque ele sumiu, estaria completando cinqüenta anos... Mas como pode um relógio daquele tamanho sobre a torre em forma de delta sumir? Cada face do “Wakamto” deveria ter aproximadamente um metro de lado, e a torre em alvenaria construída com muita arte uns quinze metros de altura, portanto não coube num bolso, mas sumiu! Certamente a insensatez de alguém, ou de alguns determinaram o sumiço, o relógio foi retirado de seu pedestal, a torre foi demolida, e sumiram com ele e a placa de bronze. E hoje, ninguém sabe, ninguém viu... Mas a esquina onde aquela obra de arte ficava ficou empobrecida do relógio, da memória da cidade, e do respeito à Colônia Japonesa.
Todos os ex-alunos do IEDAG que conviveram com o "Wakamoto" sentem muitas saudades dele e gostariam muito de vê-lo novamente no alto de seu pedestal, isso estaria resgatando a memória estudantil da nossa cidade, o zelo pelo patrimônio público, e acima de tudo o respeito à Colônia Japonesa.

Você sabe onde está o "Wakamoto"?

Foto: Acervo Valentim Gueller Neto.

Abraços e até a próxima, Alfeo.

5 comentários :

José Alfeo Röhm disse...

A cópia abaixo foi realizada do site http://www.saocarlosemrede.com.br/
O autor é José Luis Braz Leme - Editor de assuntos sobre São Carlos na Wikipédia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:S%C3%A3o_Carlos

Comentários dos leitores

"Braz Leme - 20/04/2010 09:43:43
O relógio foi retirado nos anos 80, e foi levado para o depósito da Prefeitura que ficava perto da Avenida Salgado Filho, e lá, deve estar encostado até hoje, se é que não virou sucata, como muita coisa da história da cidade. Espero que alguém, ouse recuperar esse relógio, ou então mandar confeccionar outro (uma réplica) e ser colocado novamente no local de onde nunca devia ter saído. Podem procurar nos arquivos que acharão quando foi retirado, e quem era o Prefeito da cidade e o Diretor da Escola, que se eu não me engano foi um Diretor que assumiu logo após a saída do Diretor Antonio Stella Moruzzi."

Anônimo disse...

Puxa que legal!!!
Eu não sabia dessa história...
O relógio era lindo!!
Uma pena mesmo que mutilem a história da cidade dessa forma...
Agradeço a oportunidade de pelo menos ver a foto de como ele era...

Anônimo disse...

Valentim, até hoje, 19/09/2010 nada do Wakamoto??

Que pena. E as autoridades?????????? ninguem se manifestou?????
Isso não dá votos... havia me esquecido disso.

Pedro Henrique

André disse...

Puxa... Estudei nesta escola na década de 90 e nunca nem imaginei que poderia existir este relógio. Quem será que furtou-o de minha infância? Gostaria de ao menos uma vez poder vê-lo no lugar dele. Triste desrespeito à sociedade de um "burrocrata" sem razão.

José Alfeo Röhm disse...

Pois é André, hoje a Escola Normal de São Carlos comemora seus 100 anos, mas sem o "WAKAMOTO"...
Abraços, Alfeo - Lugar do trem.

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!